Senhor do Portal

Senhor do Portal:  Sopro.

 

Uma energia notada, no alto da cabeça um fluxo.


Coração Conduz...Pense rápido: Rendo-me a Luz!

 

- Em cada ser vivo, em cada lar, no próprio Ar que envolve a Terra. Em tudo e pelo todo circula-interpenetra esse sopro. Sopro e sopros. O aviso estava no céu, no Ar: existe sempre um avisar, um entoar.

O sopro a circular.

E houve o tempo em que os anjos chegavam às cidades. Anjos da noite circulavam pela cidade, entoando seus cantos. Levando a natureza as ordens dos Pais. Ora visto como anjos da vida ou morte, ora vistos como anjos justos, ora vistos como servos dos pais.

Não é noite é dia. O sopro a circular.

"Isso" não quer dizer, "isso" é para ser sentindo. O sopro aviva o que existe nos seres. O sopro dá a "força energia" ao que é vital em cada um.

Sopramos os seres em terra, e os seres recarregados agem de acordo com a consciência e sentimento. É como soprar um fogo, tornando-o: um Fogo.

- Acende em cada ser, reaviva em cada um.

Indaga-se a vontade de cada um. Não que essa vontade seja satisfeita, é sim no transcurso da vida pessoal, a vontade imperará. E este é um sopro pessoal, não é muitas vezes sentido, porem quando a vontade se associa com a vontade dos que sopram, temos a ação comunhão, onde levam outros a sentirem.

Aciona a natureza, a natureza segue ordens.

- A cada chuva, um recado. Intuindo-se antes, é mais simples. Ouvia-se antes, mas os homens ensurdeceram.

 

 

O sopro, o sopro em que a natureza se associa, pois a natureza é associada, são forte!

O bocejar, também evidenciado, é tão simples. Alguns acordados com a energia que outros só têm contato no estado de sono.

- Seguem os dias e as noites, ao longo da estrada, ora o vento, por vezes a chuva, por vezes o sol.

Seguem os dias e as noites, ao longo da estrada por mais que se retenham, os viajantes sabem onde têm que chagar. Por mais que se retenham, os viajantes sabem qual o seu reino e sabem o que os espera.

Seguem os dias e as noites, vento ou sol, os viajantes sabem, pois sentem. Sabem que na próxima cidade pode existir neve e que terão que aquecer os que ali habitam. Mostrar que poderá haver avalanches, porem o sol voltara a brilhar.

Os viajantes seguem. A bagagem? A bagagem está no arquivo. A bagagem é levada por tantos.

Os viajantes têm um mapa?

Seguem os dias e as noites, não, os viajantes não têm um mapa. Existiram tantos caminhos errados, e alguns viajantes ficaram em meio à nevada, atolados na lama. E ouviram um Som, e tiveram um sonho: o reino!

Seguem os dias e as noites, existe um premio? O reino é o premio aos viajantes? Não, aos viajantes não é chegar ao reino, pois no reino estão num dos corpos, e um dia todos hão de retornar. Aos viajantes é mostrar o reino aos que sentem porém dormem em vida. Os viajantes sentem saudade de casa, porém o tempo...