História Encantada

SÍMBOLOS I

 

Os símbolos atravessam tudo.

Homens - Símbolos subiam e desciam: corpo ascensão.

“Dormiam” no Lugar-Sagrado, nasciam em Terra, exemplificavam.

No Vale-Terra, todo preparo àqueles que depois de cumprirem

missão, ali passavam, e todo ritual da Terra era cumprido.

 

Estudo o Tratado. Ele é longo, e para mim, complexo.

Palavras novas. Sons novos.

Vez por outra ia à câmara.

As formas físicas Deles sumiam...

Observava a câmara do Arqueiro, meu coração apertava, suplantava sabendo que onde estivesse, Seu coração é o mesmo.

 

Isto era a razão?

Não, isto não era a razão.

A razão fez o Tratado.

Seu som não me era conhecido.

Me esforçava, porém não alcançava.

 

Olhava para Eles.

Ali eu me sentia unida a Eles.

Vinham-me as lembranças de tantos momentos vivos.

Ficava falando com Eles.

Contava ao irmão do Arqueiro, como minha irmã se arrumava para recebê-lo, isto ele não sabia, e sim do sentimento que ambos sentem um pelo outro.

Lembrava a Ariel nossos vôos na caixa de luz, o único que teve força para me ensinar a mexer nas teclas sozinha, pois Anches, sempre achava que não era o momento.

E o Arqueiro que fez tudo mudar, ambos o fizemos, pois assim impôs a maior força que conhecemos.

É assim também a razão?

Até um certo momento, em que cheguei à câmara e só existiam pontinhos luminosos. A forma Deles se foi, e ficaram os pontinhos luminosos que sumiam... A essência acoplava no físico Terra...

O Senhor do Portal também chegou e falou:

- Chegará o momentum em que todos teremos que descer à Terra nova, também. Para isto cada um já sabe ou estuda o Tratado. Portanto, siga para a cela e estude.

 

Meu “Tempo” era de estudo.

O início da vida no novo planeta.

Sabia que chegaria o “Tempo” em que desceríamos, e existiria o Grande Regresso.

Um número de seres-coração, que, retornariam ao Lar. E esta ação juntamente com a Senhora da Terra e o Conselho dos Justos: a Terra passará para dimensão coração.

Ainda não compreendia isto.

Estava no lajedo tocando a água, quando o Senhor chamou-me na entrada de Esther.

Ao entrar, fui à água molhei as mãos e bebi.

Fui a Luz: - Luz no novo planeta Terra!

O Senhor do Portal me esperava junto a Pedra

Fazia “Tempo” que não via nada do que se passava.

Ele chamou-me, inclinei-me: saudando.

E ao erguer-me, vi uma cena. Energia totalmente conhecida, vários seres estavam numa montanha, com vestes interessantes.

Olho para o Senhor sorrindo, Ele com um gesto aponta a Pedra. Lá, Todos ouviam Um, que em pé, falava palavras do nosso povo.

Todos O ouviam.

Energia conhecida.

Era agradável este sentir. Sentir que o Plano seguia?

Ou sentir energias conhecidas?

Ali a energia se instalava, era extremamente salutar sentir isto.

Nosso povo conseguia, sorrio. O Homem que falava.

Seus olhos passavam amor a todos os que O ouviam.

Chego mais perto da Pedra. Energia totalmente conhecida!!!

Viro-me para o Senhor, que simplesmente sorri.

Num gesto, toco a Pedra.

Ali bem ali... Um dos Grandes Homens da Constelação!

Do meu coração emano: sentimento.

Lembrei-me dos quatro adormecidos.

Sentimento seguia.

Estava diferente, sim estava.

Sentimento seguia.

Ele de repente olhou para o céu, sorriu e colocou a mão no coração.

Ele sentiu!

Ele sentiu!

O Senhor olhava-me profundamente e falou: - Siga para o lago e me espere.

- Fiz algo que não devia?

- Não.

 

No lago, logo Ele chegou.

-Te falei que muitas coisas eu não teria ainda respostas. Respondo o Aqui.

- Ele está bem?

- Sim.

- Como é estar lá? No Tratado diz que Todos que aqui estamos desceremos a Terra, e nisso haverá o retorno.

- Sim, porém, não é agora. Numa subida em conjunto com a ação da Senhora da Terra e o Conselho dos Justos: a Terra passara para dimensão Luz Coração. Ate lá há todo um trabalho de implantação de Luz, não na natureza e sim nos que renasceram, os que se mesclaram.Como também será necessário lugares propícios onde o campo pessoal esteja de acordo com a sintonia coração.

Compreendera que a cada subida de Um que exemplifica, mais Luz desce a Terra pelo vácuo criando pela subida. Com a subida, desce mais Luz, ocupando o espaço antes existente.

A Terra passará para dimensão luz.

Até lá, entre vida-morte-vida, os renascidos terão por experiências, os meios de subirem ao coração.

Entre uma vida e outra, fica no registro cármicos, como, aderido ao corpo, experiências: coração x ilusão.

Ao renascerem, são levados pela energia das experiências passadas, a mesma experiência que os prendeu, gerando o carma. Não importa de que maneira, o teor da experiência é o mesmo.

Para ver se retiraram o véu de ilusão ou se estagnaram.

Alguns conseguem, outros não.Pois a Lei em Terra é Libre-arbitrio.

E muitos dos nossos estão na lei do carma, para terem peso de ficar em Terra, e dando sustentáculo: energia- manutenção para os que estão em missão exemplificação.

 

- Eles morrem também?

- Sim, no Vale-Terra há todo preparo.

- Estranho tudo isso para mim, ainda. Mas os que exemplificam, não passam por isto.

Ele desvia o olhar.

- Mayara, pelo sentimento que tenho por tí, és como uma filha.

Compreenda, entenda: o Tratado nos rege, alí ficou registrado.

As Leis da Terra - da Grande Senhora, devemos respeitá-Las.

Ela não se expõe: Suas Leis são que atuam.

Foi assim o Tratado, e o Tratado é levado à ação.

O puro Plano Original - rege tudo e a todos.

É a maneira pela qual nossa Constelação, como as outras que fazem parte do Tratado, lida de forma equilibrada com os magos negros.

Pelo Plano Original, há responsabilidade com todos que caíram em energia, e na Lei, tiveram que renascer.

Aí, entram: a Misericórdia, a Graça viva, ou pelo Livre arbítrio. Escolhem seu caminho, não de forma enganosa como atuam os magos negros, e sim por suas vontades.

Há a responsabilidade com o bonito planeta. Pelo Plano Original, nasceram os renascidos. E por causa disso, os magos foram atrás.

É nossa responsabilidade.

Como os que exemplificam, levam o teor de energia: amor-harmonia.

Para, de alguma forma, acender e ascender a Luz interior, eles se tornam símbolos.

Símbolos, não compreendes? Como a Luz é para nós.

 

- O Senhor quer dizer que Homens viram símbolos... Como a nossa Luz-energia-vida?!!! Eles não sabem do som do coração?!!! Como isto é possível?
- Eles não estão conscientes de que a essência do coração é Luz viva.

-E como vivem?

- Como te falei, em experiências. Vão seguindo o desejo externo. Não ouvem o coração; alguns ouvirão, ao estarem com os que exemplificam, sentirão a Luz. Pois, os símbolos falarão palavras conhecidas ao coração, terão gestos conhecidos ao coração dos renascidos. E sentirão a Luz.

- E ao verem a Luz, como podem fazer de um Homem, um símbolo?

- Eu falei: sentirão. Eles vêm o externo...

 

- Como o Homem pode ser um símbolo vivo, como nossa Luz?!

- Logo você compreenderá. A energia usada lá é tridimensional, não é energia-coração. Ao estarem com homens coração, sentem em si a Luz, porém, atribuem aos homens símbolos. Não à própria essência Luz.

- E tornar os Homens símbolos, isto também não é um véu de ilusão?

- Sim, mas quem os vê assim? Os que caíram na ilusão, os renascidos. Que por não verem a Luz interior, sentem-na Neles.

Ilusão? Sim, desta feita, como um reparo. Um reparo para com o povo, e principalmente, para com o teor da “grande ilusão”.

Dentro da Lei Terra. Será com teor positivo, mesmo com ilusão, um reparo dentro do positivo, e o positivo está na Lei da Senhora. Do positivo para a neutra é um salto.

Pode me perguntar: e por que, também, os que exalam energia sentimento, não se tornam símbolos?

 

Estão inconscientes, dando a manutenção de energia.

É necessário que os renascidos tenham contato com a Luz da origem, que os levará à Luz interior.

Aqueles que exemplificam dão acesso a esse contato, e embora afirmem que a Luz existe em cada um, é tridimensão.

- Os renascidos os reconhecerão?

- A essência, sim.

- Quando regressarão?

- No Tempo certo.

- Senhor... Símbolos estão ligados à razão?

- De certa maneira: Sim.

- Por isto eu não assimilo?

Como um Homem pode ser um símbolo se a Luz está em cada um? Onde falarão, e o Som leva à Luz.

 

- Mayara, na tridimensão tudo fica fracionário.

Os sons estão com vários teores de energias, palavras são usadas ao léu. Ações são frutos de experiências. Eis o porquê, alguns homens se tornarão símbolos.

Palavras, gestos, ações, qual a origem. Sem se identificar, e sim Sendo: em palavras, gestos e ações.

Você já viu esta parte no Tratado, não é permitido falar identidade, pois os renascidos não estão em contato com as suas essências, com seus próprios corações. E, em ações, perderam-se. Os que exemplificarão, lhes darão o meio para alcançar.

Sim, se tornarão símbolos. O meio para eles alcançarem o coração.

- Senhor, meu coração compactua com os que ali estão, e a minha razão disto é o sentimento. Porém isto não é a razão da qual me falas.

Ele simplesmente sorri.

Começava a compreender...

Há o Plano Original, dentro da Lei Universal.

E as Constelações fizeram o Tratado.

A responsabilidade dos sábios Senhores do Conselho, para com Todos e com Tudo.

Mantendo o campo dentro da Lei do livre-arbítrio e a Lei do amor.

Como essências alguns sentirão.

E foi dado um “Tempo” aos renascidos, para a escolha.


Compreendia...

Compreendia o Princípio,

Compreendia a decisão referente aos que se mesclaram: os renascidos.

Compreendia o Lugar-Sagrado, o Vale, e o que foi feito em no Reino de Cristal.

Compreendia o fato de todos terem que descer para a Terra.

Porém, dentro do meu coração, vez por outra: inquietação.

Eram os símbolos a razão da inquietação?

Os símbolos eram o Meio.

Compreendia o Principio e o Regresso.

Não compreendia, o Meio: os símbolos. E eram Eles o meio?

(terá continuação : símbolos)