História Encantada

 

historia encantadaistória Encantada,
Melhor se o fosse cantada,
Cantada como Lá .....

Como o canto, eis conto.
Ao ritmo do pulsar coração, onde os "acordes" são ouvidos,
e vamos seguir este som encantado.

Canção Coração entoada do Lá ao cá.
Entre conto de fadas ou lenda:

 

 

Aos Viajantes Alados
que esqueceram que têm asas e podem voar
...

 

 


É sentir uma história ou estória, se soltar e se permitir ser levado pelo próprio sentir.
Viajantes: sentem em energia um sentimento de um Foi. Que não É - e quem sabe: Será.
Vai a quem sente ... E quem sente: sabe.
Sendo fiel às lembranças do arquivo: Coração.
A Verdade vinda do sentimento-AMOR aquece o arquivo!
A alma sente. A ela, não há como ocultar.

Um ponto no infinito.
Onde três estrelas brilham ... Órion Brilha BrilhoLuz LuzAmor

Seu brilho tão visto. Brilho Luz.
Luz aquece o arquivo.
Sente e lembra o compromisso. O compromisso com a Verdade.
Sempre a Verdade, o sempre se torna presente, pois a área é coração.
Pois só ela é capaz de nos soltar, nos libertar, nos acalentar.
Existe o Chamado.
E os Viajantes sentem este Chamado.
Estes vão escritos para quem sente ... Segue a canção nos passos dentro do compasso ...
Seguem para os Viajantes.
São palavras de sentimento, e nem sempre há razão racional.
E muitos viajantes, estão detidos, numa luta pessoal.
O sentir aponta, e a mente racional desconhece, mas acompanha, afinal é um processo consciente.
Portanto, sendo o mais clara possível, é só e tudo isso: Escritos para quem sente.

Praia. Maio 1987.
O forte aroma do mar chega ao mais íntimo do ser.
Águas claras; céu limpo.
As gaivotas dão um lindo espetáculo.
No horizonte, até onde chega à vista, não se consegue mais diferenciar o céu do mar.
Reluz o reflexo dourado do sol no mar.
Gaivotas voam, deslizam no céu.
Gaivotas inclinam-se para o mergulho.
O mergulho em busca do alimento.
Rasgar como águas, como véus, e encontrar o alimento: Vida.
As gaivotas mergulham em vôos rasantes ...
No impacto com a água, seus corpos parecem frágeis, mas a fome que gera a busca, é maior.
É mais forte.
Sentem medo? !!!
Mesmo que temam, a necessidade é maior.
Ali está o alimento: A Verdade.
Como gaivotas que sentem seu rumo: Os Viajantes.
Eles sentem, portanto, sabem.
Sentem que pertencem a outras aragens.
Sentem; por vezes, o sentir se torna tão distante, como as aragens.
Aragens - qual foto, gasta pelo tempo.
Há nostalgia, e em alguns já saudades ... De um tempo ou Lugar.
É vago, porém, é sentido.
Aos Viajantes vão estas palavras.
Pois nas palavras, está contida uma verdade vivida.
E ao Som: sentimento, área coração.
Ao coração nada é induzido ou auto-sugerido, Reino da essência - Luz.
Como enganar? Como duvidar de uma verdade que arrebenta o peito? Não há.
Quem sente, sente.
E o coração esquenta como a Água ao Sol.
Como gaivotas que sabem seu rumo e o que querem: alimento.
Sem fórmulas, só o sentir.
Sem indução. Afinal, não há como induzir um sentimento.
Segue um propósito, e o propósito é para os que sentem no peito.
Aos Viajantes.
Em meio à bela Terra, como o sol no mar, estão os Viajantes.
E prima os dias e as noites.Os Viajantes continuam - é vital continuar.
Ressurge no coração quente ou ate um simples gesto ou olhar de alguém.
Nos trás algo familiar.
É vago, porem é sentido ... É só sensibilidade ou fuga?!
É algo esquecido, que vez por outra, ressurgir, como uma explosão suave: - O que faço aqui?
Aos Viajantes.
Como uma noite fria: Há inconsciência.
O nome? Criatividade, sensibilidade.
É só a quem interessa e aí vai poder ... Acordes, os filhos das Essências! 

Interesse que vem da alma e através do próprio sentir, pode soltar-se consciente rumo ao Lar.

 

 

História Encantada I - História dos Reinos

 

Como o canto, eis 'conto de fadas', onde o sentir se solta:

A bela e luminosa Constelação ...
A Constelação dos três Sóis.

 

Uma luminosidade tão vista e sentida. Três Reinos, Três Estrelas, duas mais próxima, a terceira, mais distante, tendo em vista que em Terra, não a colocam como sendo da Constelação.

 
 
 
 

Reino Cristal - soubemos o que houve, e sentimos, como sentimos.


Nada, antes, tinha ameaçado dos Reinos da Constelação.
A perfeita união, o pulsar crescente e harmônico.

Até os magos negros chegarem à Reino Cristal, e tudo mudou.

Lá, onde também chamavam-no: Reino Azul, com as mais lindas montanhas de cristal.

O reino e um povoado perto, grande é Cristal. No decorrer de tempos neste povoado foram chegando alguns que não comungavam com o Reino Azul, seres estranhos. Porém o regente do reino na nossa lei harmonia não interveio. A todos parecia que ali estava para retirar cristal, o que era muito natural.

Mas não foi bem assim, infelizmente não foi.

Alguns habitantes se encantaram com a magia dos magos negros, magia que lhes trouxe um “Grande Ilusão”.

Para que os magos negros se fixassem, necessitavam que os seres de Cristal desejassem, precisassem de sua magia, que causassem uma “Grande Ilusão”.

Aos poucos, os habitantes de Cristal foram se aproximando deles, e conhecidos como "dependentes da magia", perdendo-se na “Grande Ilusão”.
E assim, alguns trocaram-se por poções mágicas e tudo pela ilusão do "ter poder".
No uso das porções ou fórmulas para obter tais poderes estava a "Grande Ilusão".

O individualismo egoísta, nunca existente em Cristal, tornou-se a força máxima.
O povoado não só ameaçava o reino azul, como também se faziam presente já dentro do próprio reino. Houve alguns combates e daí, advindo disso houve o "quebra", foi então, que o “Rei” de Cristal, abriu o portal para outro planeta.

Para isto, o Conselho foi reunido, para ditarem o TRATADO .

Um TRATADO entre Constelações .

Constelações nas quais os magos sem luz, de alguma maneira, já presente se infiltrado ou era temida sua chegada.

E é sabido que longe de proteger o medo, temor atrai conforme as hipóteses.

E no TRATADO estava contido que, aqueles que compactuaram com a energia dos magos negros, renasceriam em outro planeta longínquo.
Renasceriam: inconscientes.
A energia dos que se mesclaram, misturaram com outras fontes, desestabilizou o campo energético dos Reinos.

E assim nasceram num novo lugar, uma terra: Terra .
Adões e Evas .
E inicie-se o povoamento.
E o Conselho , como Pais , observava e zelava.

Chegaram os Homens que observavam os primeiros homens na Terra.
Houve sofrimento e dor, houve frio, muito frio.

Na Origem há calor: consciência .

Houve frio na Terra.
Os homens gelados pela inconsciência .
E o calor da Origem no coração , onde está o arquivo, vez por outra, trazia a lembrança do Éden.
Saídos de um paraíso para uma terra estranha.
Eis o sofrimento maior.
Adões e Evas que experenciaram de um fruto, a tal energia, que destoava da energia da Origem, a Energia do Amor .
E povoando a bela Terra, os Adões e Evas, geraram os Caíns e Abéis.
Como uma luta entre o bem e mal, onde o que estava acima da vista, como em paralelo, é a supremacia de uma Verdade.

A evolução prosseguia.

Porém os magos negros descobriram o Planeta e chegaram a ele.

Já existia na Terra um lugar harmônico e ali, novamente se infiltraram os magos sem luz, pois histórico o portal em Cristal, e tudo que corria em harmonia, mudou.

Por ordem do Conselho Maior - aquele belo lugar foi engolido pelas águas salgadas como consequencia disso ... Os poucos sobreviventes, incluindo alguns conscientes do Povo em missão, rumaram para onde hoje é areia, e há deserto.
E a Senhora da Terra , Mãe de Todos que nascem Terra, firmou a Lei: Ação e Reação . Juntamente com o Conselho dos Justos .

As três construções triangulares , foram erguidas, desta vez em Equilíbrio .

De Cristal, saíram Aqueles que não compactuaram com os magos sem luz echegaram à nossa estrela.
E, num lugar chamado de Sagrado - Segredo , foi aberto outro Portal a Terra.

No meu Reino se vive em plena Harmonia.
Nossa Lei é Harmonia .
Com o Lugar Sagrado, vez por outra, cruzavam os céus: riscos, traços dos magos negros.
Isto deixava a todos em alerta!

Com a Força Coesiva do Amor , vinda da União da Constelação , e do CONSELHO que redigiu o TRATADO , os magos negros não tinham força energética para aterrissarem.

Nosso campo de hidrogênio - neutro em peso, mudou com a construção do Lugar-Sagrado, tornou-se mais “positivo”.
Com uma “ positividade ” eles não conseguiam entrar no campo, riscavam o céu, mas não aterrissar.
Eles estavam em busca dos habitantes de Cristal, aqueles que não buscam se mesclado com suas magias feitas-se necessário aos magos alcançem aqueles que não foram obtidos se misturado, pois de modo, os renascidos na nova terra, perderiam o elo de ligação com a Origem , d
entro do coração de cada um dos renascidos, existe a Essência origem .
E se a Essência não fosse alcançada?
O reino, na nova Terra, seria um excelente terreno para propósitos dos magos sem luz.

Depois da terra próspera ter sido engolida pelas águas salgadas, era lento este envolvimento.
Já que o nível de energia em discernimento caíra profundamente.
Isso, essa " defasagem em discernimento " fez parte do TRATADO - como proteção.
Cabendo aos homens, a escolha.
A Lei: Ação e Reação .

O Conselho observava a evolução dos renascidos.

A bela Cristal será queimada, totalmente queimada.

E o Portal ficou no Lugar Sagrado aberto para um lugar na Terra: O Vale !

O Vale , o ponto de energia da Origem.

O início:
E veio o fogo-Luz da Constelação, para assim a energia da Origem na Terra, os Homens em missão, pisarem: Terra.
Na origem esperava-se o degelo: Terra enquanto isso os três Sois da Origem aqueciam aTerra.

O Vale, o lugar não tão "invisível" assim!
Ao redor montanhas, altas montanhas com seus picos de neve.
A visão do Vale: belo e florido, como se, sempre fosse primavera ... Jasmim, o perfume: uma constante. Cascatas de águas das montanhas. Ao vale, podia-se chegar com as caixas de luz, já que o lugar era preparado, e o nosso povo podia ali descer, devido ao alto teor de energia da Origem, em tudo lembrava o Reino.

Muitos filhos de Cristal, de outras constelações e poucos do meu Reino nasciam em Terra, para Exemplificação.
Nasciam em Terra, junto aos irmãos renascidos, para ascendera Essência da Origem.
Pela exemplificação do amor.

Vida após vida, os Adões e Evas, na roda cármica: ascendiam; não pela lembrança consciente, embora a Essência sentisse; e sim, pelas ações dos que exemplificavam que pelo o rastro, perfume e gestos faziam-nos lembrarem-se de algo que relacionado à origem e isso os faziam tocar, chegar ao coração.
Pois fôra, pelas ações, que em Cristal, eles se perderam. Perderam o contato com a energia do amor.

Do Lugar Sagrado, enviava-se energia para os que estavam em missão de exemplificação, para os guardiões, que mantinham, fisicamente, os que, em Terra estavam em exemplificação.
Os guardiões sempre exalaram energia, embora, inconscientes.

Isto era o que os magos negros não queriam: que os que Exemplificariam "darem exemplo" em missão, nascendo em Terra, tivessem contato com os que apresentam que evoluir pela Lei do Livre Arbítrio: a escolha, pois sabe-se que não só palavras tocam o coração, mas sobretudo, palavras acompanhadas pela Força da Ação amorosa, eis Exemplificação onde, aí os homens podiam discernir, retornar contato com a energia da origem, fazer o que há de trás para trás ... tão lá atrás, mas presente ali, eles tocava a alma, lhes lembrar, reconhecer a velha, nova Energia e nisso, tinha, tinha o livre arbítrio, direito, discernimento para escolher, seguir suas escolhas próprias ... Livre Arbítrio .

Viviam sempre à procura dos habitantes de Cristal, principalmente “Rei” e seus “filhos”.

Assim contava minha Mãe.
Eu ouvia, tudo era tão estranho e novo e evidenciava a mudança, principalmente com o Lugar Sagrado, no meu Reino.
Meu irmão ia e voltava e meu Pai sempre estava reunido com o Conselho.
Não podíamos sair do Reino, como sempre fazíamos.
Eu ouvia tudo aquilo, observava as mudanças, porém, mesmo assim, tudo parecia-me distante, na verdade, eu estava distante de tudo aquilo.

Até que tudo mudou.

É uma longa história ...
Longa como nosso esquecimento.
Porém, o coração aquece e faz lembrar.

 

 

 

 

 

CONTINUAR LENDO ... HISTÓRIA ENCANTADA - Índice


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0