Colaboradores
Leveza do Ser

(Dá licença Milan Kundera)
A bailarina

 

 

(Este texto esta no blog: Viajantes Alados, assim como enfoque ao Som do coração.)

Entra: Será? Seria?

Em cada um de nós há o próprio sentir de coração.

O som da canção – em cada um de nós.

Onde estão os limites?

Nos jogos... Ainda?

Para alimentar medos ou por poder?

Volta-se ao ponto! Mas não quero o ponto...Segue reticências.

E agora?

Não quero estar nos jogos...Embora tenha consciência que alguns os usam, não quero!

Então entra o: sim ou não. Entra: Será? Seria?

Há peso nisso.

Que Tom tem a canção?

Onde os Acordes são sentidos-ouvidos, e os que sentem a ouvem em vários tons (frequências).

A dualidade rompida!

O estado de Leveza-paz não depende de onde estou, com quem estou, mas fundamentalmente de como estou.(não sei de quem é esta frase)

E alguns sentem: Isso.

Daí a leveza!